Dia 1

 

Uma primeira ideia que vos damos é começarem pelo Museu do Louvre. É um edifício/espaço incrível. Se tiverem muitos dias para passearem pela cidade arrisquem uma visita ao interior, caso contrário recomendo que fiquem pelo exterior pois irão gastar imenso tempo lá dentro.

 

Daqui avançam para o Jardim das Tulherias, um jardim enorme que fica logo a seguir ao Louvre. Aproveitem as cadeiras que lá têm (nós adoramos as espreguiçadeiras) para apanharem um pouco de sol ou simplesmente para contemplarem o espaço e o local onde estão.

Depois de saíram do jardim, vão ver a Praça da Concórdia e o seu monumento, o Obelisco de Luxor. Logo de seguida vão entrar na mais famosa avenida de Paris, os Campos Elísios. É uma avenida lindíssima, cheia de movimento, de lojas de luxo, restaurantes e cafés. No topo dela vão encontrar o Arco do Triunfo.

A partir do Arco do Triunfo sigam pela Avenida Kléber até chegarem ao Trocadéro e aos seus jardins. Dali irão ver a Torre Eiffel, na nossa opinião com a melhor vista possível. E claro, não se esqueçam de ir até aos jardins da Torre Eiffel descansar um pouco.

PARIS | Conhecer Paris em 3 dias

Neste artigo queremos dar-vos algumas dicas para aproveitarem melhor o tempo numa visita a Paris, uma cidade que adoramos. É a terceira vez que lá vamos juntos, e não nos cansamos de a visitar, é sem a menor dúvida encantadora e viciante.

Um simples passeio sem destino pelas ruas de Paris, percorrer o Sena, fazer uma pausa num jardim ou num café, e finalizar o dia a jantar uns mexilhões é coisa que iremos repetir muitas vezes.

Como visitar Paris?


A melhor resposta que vos podemos dar é, a pé! Sim, esqueçam o metro como a maioria das pessoas faz para se deslocar do ponto A para o ponto B e façam todos esses percursos a pé. Vocês não fazem ideia da quantidade de locais giros e incríveis que vão encontrar ao fazerem isto. Arranjem um mapa ou um GPS se acharem necessário, mas façam-no!

Decidimos "organizar" 3 percursos/dias para fazerem se realmente não conhecem nada de Paris, e desta forma já ficam a conhecer algumas coisas essenciais desta cidade, mas mesmo assim muito pouco daquilo que a cidade tem para oferecer.

Dia 3

 

A terceira e última ideia que vos iremos dar começa por Montmartre. Comecem por visitar o icónico Moulin Rouge, claro. Dali subam pelas pequenas ruas de Montmartre (mas cheias de vida) até à Basílica do Sacré-Couer. É uma igreja lindíssima e muito imponente com uma vista sobre Paris. A não perder. Dali andem uns metros até à Place du Tertre, uma praça repleta de pintores a trabalhar e a mostrarem as suas obras a quem quiser, e já agora experimentem uma caricatura feita por eles!

Depois disto, desçam em direção às Galerias Lafayette e Ópera Garnier. Façam uma visita a estas galerias, não só pelaas compras que lá podem fazer, mas particularmente devido à beleza do edifício no seu interior. Depois disto passem pela Ópera Garnier, um dos mais belos edifícios de Paris. Sigam pela Boulevard des Capucines e irão encontrar a Igreja de la Madeleine. Quando aí chegarem já estão a chegar novamente às margens do Sena, e irão encontrar no fim da avenida a Praça da Concórdia, que falámos anteriormente.

Com estes 3 itinerários acho que conseguem percorrer bastantes coisas por Paris, mas claro,  ficam apenas com o básico dos básicos. Paris é muito mais que isto.

Dia 2

 

Uma outra ideia, a segunda é começarem pelo Centro Pompidou, um edifício com uma arquitetura dinâmica, e é espaço para um centro de arte contemporânea, biblioteca e eventos culturais.

 

Daqui sigam em direção ao Hôtel de Ville, a Câmara Municipal de Paris. Dali já conseguem avistar parte da Catedral de Notre-Dame, que fica do outro lado rio Sena. Atravessem o rio, e deslumbrem-se com a dimensão da catedral.

 

Atravessem novamente o Sena, e andem alguns metros até encontrarem a Boulevard Saint-Michel. Subindo esse grande avenida irão chegar ao Jardim do Luxemburgo, e ao Palácio com o mesmo nome. Aproveitem as cadeiras para tirarem um tempo por lá.

Dali procurem uma estação de metro, e apanhem a Linha 1 até La Défense. É uma zona moderna de Paris, onde se encontra a área financeira da cidade. Tem edifícios modernos, um grande centro comercial, e claro, o Grande Arco, um monumento que está alinhado com o Arco do Triunfo, e de onde se tem uma vista top sobre Paris.

O que comer em Paris?
 

Bom, opções não irão faltar quanto a isto. Serão mesmo centenas e centenas! No entanto na relação qualidade preço gostamos bastante de dois restaurante, o Léon de Bruxelles e o Buffalo Grill.

 

O primeiro é perfeito para comerem mexilhões, uma iguaria muito francesa. Mas não são uns mexilhões quaisquer. Os ingredientes que usam na confeção dão um sabor único, que muito honestamente nunca comemos em lado algum senão em Paris. Altamente recomendado. Têm um que fica a meio dos Campos Elísios.

 

O Buffalo Grill não é algo tipicamente francês, no entanto tem bifes muito bons, e a bom preço! Podem encontrá-lo em Montmartre ou então na Place de la République.

Se adoram hambúrgueres como nós, não podem perder uma ida ao Big Fernand! Há vários espalhados por Paris, e são deliciosos.

Com mais tempo...

Com tempo percam-se a passear pelo Marais ou pelo Quartier Latin. Desçam pelo Sena até à Bastilha e depois disso passem pela Place de Vosgues, onde Victor Hugo morou. Uma caminhada longa, mas que também vale a pena, começa na Place de la République e atravessa as grandes Boulevards parisienses, como a Boulevard Saint-Martin, a Boulevard de Bonne Nouvelle, a Boulevard Poissonnière, a Boulevard Montmartre, a Boulevard Haussmann, a Boulevard des Italiens e a Boulevard des Capucines.

 

Se tiverem tempo, passem no Château de Vincennes, um castelo que fica bem próximo do centro, podem ir de metro (linha 1). Um local que adoramos, mas já exige um dia para a sua visita, é o Château de Versailles. Terão de apanhar o comboio (RER C) e em 40 minutos chegam à linda cidade de Versalhes. Depois numa caminhada de perto de 15 minutos (um pouco menos) irão encontrar este majestoso castelo, e os seus jardins de perder de vista.

Espero que vos tenhamos dado algumas dicas e ideias úteis para um futura ida a Paris. Nós acabámos de chegar, mas já estamos a planear a volta!