Como Começar a Treinar no Ginásio | 5 Dicas para principiantes

ginásio, tatiana costa, atleta, treino, bodybuilding, fisiculturismo, dieta, culturismo, biquini, fitness, portugal, musculação, hipertrofia
Como começar no ginásio: 5 Dicas para principiantes


Na maioria das vezes não há começos fáceis. Todas as novidades são um desafio, muito ou pouco difíceis requerem um esforço pois estamos a sair da rotina, certo? Mas se mentalmente tivermos bem treinados as coisas tornam-se mais simples.


Eu quando comecei no ginásio não percebia muito daquilo. Não sabia agachar, não sabia fazer um simples curl de bíceps, nada. Mas eu fui para lá porque tinha um objectivo: queria mudar o meu aspeto físico! Era isso o que eu mais queria. Então de uma forma ou de outra, o ginásio era o caminho. Se desisti? Não. Mas desviava-me um pouco por me sentir perdida. Saltitei em vários ginásios. Ora fazia aulas de grupo, ora ia para a sala de musculação, tudo isto por duas grandes razões: não percebia bem qual era o caminho, mas no fundo sabia que estava ali algures. E depois claro, fui vendo os resultados lentamente a chegar. Com resultados a motivação cresce, e esse é o maior segredo para continuar, vermos resultados!

#1 Os começos são sempre difíceis


Temos que ter essa noção. Se assim for tudo se torna mais fácil e não existem sacrifícios. Muitas vezes sacrifícios demasiados exagerados levam a uma desistência, por isso cuidado. É importante darmos tempo às coisas. Esta é aquela dica mais vaga mas essencial para o nosso futuro.

#2 Estabeleçam objectivos reais

 

O estabelecimento de metas é muito importante para não andarmos perdidos. No entanto temos de ser realistas. Não adiante dizer que quero perder 20kg num mês porque isso não vai acontecer, pelo menos de forma saudável. Falem com um bom profissional, ou mesmo com aquele amigo com mais conhecimento e percebam aquilo que podem esperar acontecer de forma razoável e saudável.

#3 Adquirir conhecimento

Hoje em dia há muita informação acessível na internet. É preciso saber filtrar, no entanto foi aí que dei os meus primeiros passos no ginásio em termos de melhoria do conhecimento. Procurei desde vídeos no youtube para melhorar a minha execução, a tipos de treino, alimentação, etc. Cruzei bastante informação e assim filtrei da melhor forma possível para não absorver aquilo que não interessa. Uma coisa também boa para evoluirmos no nosso conhecimento, é estarmos abertos a troca de opiniões, seja com um amigo, um colega de ginásio ou um instrutor. Muitas vezes há pessoas que não gostam que alguém opine no seu treino ou dieta, mas é sempre bom ouvir, depois o que fazemos com essa informação depende de nós. Nunca pensem que têm sempre razão.

#4 Procurem ajuda de um bom profissional


Um bom treinador que nos ajude no ginásio pode ser a diferença do dia para a noite, acreditem. Eu quando estava por mim mesma, sem ajuda exterior comecei a estagnar.

 

Fui-me apercebendo disso. Procurei ajuda e foi o melhor que fiz. O ritmo que consegues impor, e a visão que ele tem por estar “de fora” é algo completamente diferente. Até hoje tenho sempre quem me acompanhe, quer em treino, quer na alimentação.

 

 

 
#5 Motivem-se com os vossos resultados

 

O que me “agarrou” e faz continuar a treinar e a comer bem são os resultados. Esteticamente e mentalmente. Eu sinto-me bem comigo mesma, com aquilo que faço e isso permite-me gostar da minha rotina diária. Aprendem a fazer o mesmo. Vejam onde estavam antes e onde estão agora. Se isso não vos motiva, nada mais motivará!

Conclusão

 

Muito mais coisas podem-vos motivar a ir ao ginásio, a não desistir de treinar e comer de forma equilibrada. Estas que deixo aqui foram 5 razões que enumerei para mim, e que me fizeram evoluir até onde estou hoje. Espero e quero que continue assim, motivada e feliz com a minha rotina, dentro e fora do ginásio.

Melhores Descontos

aqui